Entendendo o Brainstorm

O brainstorm é uma das ferramentas mais utilizadas na área de criação, e também uma das mais importantes, mas para que o brainstorm serve de verdade? O que é esse tão falado brainstorm?

Quando precisamos criar algo para algum cliente, temos que sempre levar em consideração o pedido, mas ao mesmo tempo temos que entregar algo criativo e original, e quando o brainstorm é feito isso fica bem mais fácil, brainstorm nada mais é do que você reservar um tempo para si, se você trabalha sozinho, ou para sua equipe, para que vocês possam pensar em possíveis ideias, cores, e formas que podem ser aplicadas na marca, se a empresa do seu cliente é ecológica automaticamente você deve se concentrar em cores mais naturais, que tragam a ideia da natureza, o verde, o marrom, o alaranjado escuro, e isso não é diferente com formas e nem com a logotipo que é feita, por isso o brainstorm é uma das ferramentas mais utilizadas, pois você tirando um tempo para sentar e pensar nas possibilidades a ideia de ouro pode acabar aparecendo.

A palavra brainstorm ou brainstorming vem do inglês “Brain” que significa cérebro e “Storm” que significa tempestade, ou seja, você está tendo uma tempestade no seu cérebro, botando ele para trabalhar, e o termo brainstorming é o ato de fazer o brainstorm.

Nesse momento tão pessoal você tem que se dar o direito de rabiscar, testar, deformar, desenhar, anotar, tudo o que vem a mente, seja em tópicos para uma pessoa mais organizada ou em uma folha sulfite com todas as ideias jogadas para uma pessoa mais rebelde, você conseguindo entender suas anotações você pode começar a aplicar.

Às vezes essa etapa pode se repetir, caso mesmo você fazendo o brainstorming os testes e aplicações não ficam bons, ou até o cliente acaba não gostando do resultado final fazendo que você tenha que refazer a marca, mas essa é a maravilha do brainstorming, se algo não da certo no fim, você ainda pode voltar para as anotações antigas e tirar ideias novas dali.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *