Quando uma empresa entra em contato com um designer para que esse produza uma marca, a missão do designer é descobrir qual seria a logo perfeita para esse local, seja algo que possua uma imagem ou seja todo tipográfico, composto só por letras.

Antes de começar a produção da marca o designer precisa realizar um briefing com o cliente, o que se resume a uma conversa entre cliente e designer para que esse possa entender o que o cliente está a procura com a criação de sua marca, o público-alvo, as aplicações, as cores principais e tudo que ele achar importante para ser aplicado, podendo também envolver que tipo de emoção o designer ira ter que transmitir através de sua criação.

Após o briefing começa o brainstorm e cada designer, ou grupo de designers, o faz de uma maneira particular, alguns gostam de um brainstorm desenhado tradicional ou digitalmente, podendo testar as possíveis aplicações de cores, as ideias de formas e formatos para a arte, mesmo sendo algo tipográfico o brainstorm é uma parte muito necessária da produção de marcas, pois o designer pode criar várias tipos diferentes de logos e desenhos podendo no fim criar o melhor para seu cliente, e até usar todos os testes para apresentar para seu cliente o explicando o que cada coisa transmite.

Após o brainstorm o designer seleciona um dos desenhos escolhidos, por ser o mais apropriado para seu cliente, para a logo, aumenta seus detalhes e continua com o acompanhamento de seu cliente para que qualquer alteração desejada seja feita de uma maneira que o designer possa fazer algo com todos os significados necessários que agrade a pessoa para quem ele está trabalhando.

Com a criação de uma marca a empresa contratante pode escolher em fazer um manual de identidade visual ou não, apesar da enorme importância alguns clientes não entendem e negam a criação desse.